Controle de Cupins

Controle de insetos xilófagos

Após uma visita técnica para avaliação nossos técnicos identificarão a praga alvo e os locais atacados e será definida qual a melhor e mais adequada metodologia de controle.
Poderão ser empregados os seguintes métodos: micro pulverização, injeção, encharcamento, pincelamento, barreira química e polvilhamento de pó químico.

Controle de broca e cupim de madeira seca:

Injeção da solução cupinicida através dos furos já existentes e em novos furos realizados em locais estratégicos, visando atingir ao todo as galerias colonizadas pela praga (usamos solvente como veículo do inseticida) que não agride a peça tratada.

Controle de cupim subterrâneo:

Injeção da solução cupinicida através de furos realizados de forma estratégica, formando uma barreira química ao redor da estrutura da edificação.

Métodos de controle

Micro pulverização: aplicação da calda cupinicida com equipamento pulverizador elétrico ou manual em quantidade suficiente para encharcar a peça a ser tratada.
Injeção: injeção da calda cupinicida com equipamento pulverizador elétrico ou manual e agulhas especiais. A calda cupinicida é injetada através de pequenos orifícios feitos no momento da aplicação e nos já existentes devido à ação da praga.
Encharcamento / pincelamento: aplicação da calda cupinicida em toda a peça a ser tratada com o auxílio de um pincel ou brocha.
Barreira química: Tratamento químico realizado no solo em todo o perímetro da edificação infestada.
Polvilhamento: geralmente em conjunto com as demais aplicações é feita a insuflação de inseticida no formato pó químico com uma polvilhadeira manual em todos os conduítes, caixas de força e tomadas pertencentes a edificação.